Ir para conteúdo

Pais e Famílias, como ajudar seus filhos. O esporte é o caminho..

Pais e Famílias, como ajudar seus filhos. O esporte é o caminho é a vela é um esporte fantástico para ensinar aspectos fundamentais para o desenvolvimento social e pessoal.

Conheça as dicas da psicóloga Dra. Daniele Seda, psicóloga da Marinha e com experiência com diversos a atletas Olímpicos, entre eles as campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze, além de estar trabalhando com a equipe do Mundial 2021 da classe Optimist.

Essas são as importantes dicas para os pais:

1. Concentre-se fundamentalmente na maneira como seu filho velejou e não nos resultados das regatas. Evite criticar resultados, mas se interesse pelo esforço.

2. Dê responsabilidades a seu filho, que com o tempo, aumentarão sua autoconfiança e independência. Não deixe que ele dependa demasiadamente de você. O esporte é um meio também para desenvolver autonomia e se preparar para viver no mundo real com responsabilidades e frustrações.

3. Assegure-se de que o esporte competitivo seja uma experiência positiva, enfatize aspectos importantes como esportividade, ética, melhora pessoal, responsabilidade, excelência, respeito, amizade, cuidado com o meio ambiente.

4. Não faça vista grossa, se seu filho se comportar mal. Precisamos menos de pessoas que busquem a ganhar a qualquer custo, e mais daqueles que fazem o certo e justo mesmo quando não tem ninguém olhando.

5. Compreenda que os filhos tem o direito de competir, assim como o tem de não serem campeões. Incentive a experimentar outras atividades físicas.

6. Esteja preparado para apoiar e ajudar emocionalmente, especialmente quando seu filho tiver problemas. E não aumente o sentimento de culpa do jovem, fazendo-o perceber que deve a você tempo, dinheiro ou outros sacrifícios que tenha feito por ele.

7. Enfatize o fato de que, indo bem ou mal, seu carinho por ele será igual. Evite ficar com raiva ou tratá-lo de modo diferente quando perder.8. Tente motivar seu filho a ser independente, a pensar por si mesmo. Mostre interesse pelo esporte, mas evite usar termos no plural “velejamos”, como se você estivesse no barco junto.

9. Compreenda que seu filho precisa de tranquilidade quando não tem um dia bom em água. Um abraço, um tapinha nas costas, um casaco ou frase de ânimo são suficientes quando chega em terra. Evite obrigá-lo a falar imediatamente que chegar em terra. Somente mais tarde e com calma se ele o desejar esteja disposto a ouvir.

10. Compare o progresso de seu filho com suas próprias habilidades e objetivos. Evite comparar o progresso dele com o de outros jovens.

11. Tenha no treinador um aliado. Colabore com ele, auxiliando-o a compreender melhor seu filho e confiando que ele poderá contribuir em muitos aspectos. Dentro e fora da água.

12. Mantenha-se no papel de pai/mãe. Evite ser o técnico de seu filho. Mas, se mostre interessado em ouvir e aconselhar de modo a reconhecer esforço pessoal e avanços e apontar aprendizados úteis no futuro.

13. Mostre interesse, entusiasmo e apoio. Controle suas emoções

14. Agradeça aos técnicos, árbitros e outras pessoas envolvidas no evento.

15. Torça para a equipe que seu filho faz parte.

Gostou? Compartilhe suas impressões, experiências e dicas!

Categorias

Informativo

marcusamaral Ver tudo

Pai do Pipe e um apaixonado por tecnologia, cloud, start ups e marketing digital... E lógico, como a inovação pode revolucionar mercados. Ainda por cima... louco pelo mar, Iatismo/Vela e tudo que está conectado a familia, meu maior amor e prioridade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: